sábado, janeiro 13, 2007

A minha classe

Um dia destes fui lavar o carro a uma oficina que trabalha essencialmente com pneus.
À espera que o meu bólide ficasse limpinho por dentro e por fora dou-me conta que mãe e filha queriam comprar um conjunto de pneus para o carrinho e olhando para a oferta:
- O que achas?
- Não sei... Gosto daquele, faz uns riscos que parecem losangulos
- Pois.. mas olha que o da direita é mais giro, repara, faz uma espiga.

Assim sendo, enquanto as nossas amigas, camaradas de classe, escolherem pneus como escolhem roupa, não podemos dispensá-LOS... Ai isso não.

8 comentários:

Kruella disse...

Eu nem gosto de ir a oficinas, nem tão pouco de escolher nada para o carro, a não ser os cheiros aromáticos, para isso serve o gajo que anda atrelado a mim. Temos que lhes dar um papel na vida para desempenharem senão não se sentem importantes. Ele que escolha os pneus tenham eles losangulos ou espigas que eu tenho impressão que nem mudar um pneu sei! Já soube quando era solteira e tinha um renault5, até sabia ver o oleo dos travões e a água da bateria e do pára-brisas...enfim...necessidades, agora tenho quem faça isso por mim.
LOL.
Hummm! Mulher casada parece que fica burra...a ver vamos se consigo ficar mais inteligente ;)E se for preciso também escolho os pneus pelo rasto que deixam...afinal convenhamos carro "giro" tem que deixar marcas lindas.
Agora ocorreu-me uma coisa...Onde raio é que se anda com o carro para deixar marcas no chão? Na lama? No pó? Aiiii...querem ver que as senhoras iam para o Dakar e queriam deixar a sua marca? Hummm!!!

anonimo disse...

é verdade!
nós também não VOS podemos dispensar enquanto conduzirem o nilfisk tipo sebastien loeb!

Estrunfina disse...

Lolada!!!

antídoto disse...

"Ai quem me dera ter outra vez 20 anos, ai como eu era..."
Isto para dizer que nem me falem em pneus que isto é uma luta constante contra eles : )
E outra coisa, os homens não servem só pra isso, ó meninas, queria ver-vos a... pendurar cortinados : )

Maríita disse...

Acho uma excelente escolha, a única vez que tive que comprar pneus na minha vida foi na Corunha e escolhi para a chuva, são magníficos mas acho que nunca olhei para o rasto que deixam...

Beijocas

Vitor disse...

A ideia de servir para alguma coisa neste contexto, faz-me querer ser aquilo que de facto me sinto quando li o que escreveste... completamente inútil!

Bem esgalhado minha cara!

Terás resposta à altura!

eumesma disse...

Pois desta maneira, para que servem eles, né??

O pior é que não é bem assim, infelizmente para quem vive sozinha, ainda há mta coisa em que eles dão jeito, e fazem-nos mta falata, embora mtas de nós digam "ah , pois, isso não é verdade, dessenrrasco-me bem sozinha..." tretas...:-))

Bjs

DIV de divertida disse...

Amigos e amigas:
bem sabem que respondo sempre com um miminho aos vossos comentários, mas tendo em conta que estive demasiado tempo sem net e no serviço nem tempo tenho para ir ao wc, parece-me já um pouco fora de tempo.
No entanto, não consigo deixar passar (é mais forte do que eu!) umas afrontazinhas... ehehe
então aqui vai:


Caro ANONIMO: Estás a pedi-las, não?! Mas sem pressas...
(confesso que não sabia de que raio se tratava, mas se ele tirar cafés e fizer o jantarito prometo que lerei o livro de instruções até o decorar!!)

Caro ANTÍDOTO:
Pois posso dizer a V. Exª que cá em casa penduram-se cortinados, quadros, arranjam-se as torneiras, os secadores de cabelo, a máquina de café... enfim sou O verdadeirO fadO do lar!

Caro VITOR:
Força! O fantástico é que podemos sempre escolher o caminho a seguir!

Resposta?... hhuummm...