quarta-feira, fevereiro 07, 2007

De neura

Ando de neura.
Não sei porquê. E o que mais me irrita é que não consigo lá chegar. É a primeira vez que isto me acontece desde há muito anos, após início de processo de auto-conhecimento.
Sei exactamente o dia em que começou, mas...
(não. não posso culpar o boçal do gerente do banco. foi antes disso. Se assim fosse, então é que contratava daqueles camones que mandam uns tiros com pistola silenciosa).
Confesso que sou um bocado céptica mas acho piada às coisas da astrologia (não confundamos com horóscopo de revista). O ano passado uma amiga minha fez-me os "trânsitos" e num gráfico mostrou-me os meus momentos de tensão com exactidão ao dia. E não é que deu certo?... Se calhar estou a iniciar um desses momentos. Só assim se explica este mau humor sem razão (aparente). Freud devia explicar isto, não?!

7 comentários:

Maríita disse...

Às vezes esses momentos de neura acontecem sem motivo aparente e o desgraçado do Freud provavelmente não te sabia explicar isso porque entre a época em que ele viveu e a nossa, o tempo mede-se e vive-se de modo diferente...

Beijocas

Niki disse...

eu acho que é um virus que por aí anda....

Beijinho

eumesma disse...

Fases, são fases, e ás vezes instalam-se e nem percebemos mto bem o porquê...
E tipo axo que não explica nada, eu bem ando sempre a perguntar mas o gajo nada me reponde, diz-me sempre para eu procurar lá no fundinho de mim...:-(

Um coffe bem quentinho numa esplanada no final de semana , junto ao rio ou ao mar, e isso melhora um bocadinho de certeza...:-)

Pandora disse...

Parece que é um mal generalizado.

:(

Mãe Galinha disse...

às vezes lá calha... não é?

as melhoras dessa fase k se espera passageira

antídoto disse...

já eu sou um pateta alegre

migvic disse...

Qual Freud, qual quê, é apenas o tempo. Deixa vir o sólinho...