sábado, outubro 06, 2007

Em busca...

Tenho andado em terapia em busca de mim.
Decidi fazer como sendo um investimento cá na pessoa. Gasto tanto dinheiro noutras coisas, porque não nesta?... Verdade seja dita: Já aprendi TAAAAAAANTO sobre mim....!!
E tem sido positivo. Há dias em que saio de lá aliviadinha, outros que pergunto o que lá fui fazer... e se não tenho onde mais gastar o dinheiro...
Certo é que deixarmos o falatório e conseguirmos alcançar as nossas profundezas é muito mais complicado do que parece, não apenas porque nos custa olhar mas essencialmente porque pensavamos que o chão era já ali... Fundamentalmente por pensarmos que que o limite é já ali, como se tivessemos a capacidade de nos conhecermos, enquanto personagens de relação objecto, por ex.
Percebi que enquanto não perdoar a algumas pessoas importantes na minha vida, nunca me perdoarei e serei eternamente dura e castradora comigo própria.

No último dia ouvi que sou uma mulher estruturada psiquicamente, que pouco trabalho dou a qualquer terapeuta, por fazer sempre a dialéctica toda, mas com alguma dificuldade em deixar que os outros me cheguem.
E sinceramente não sei onde pegar para trabalhar isto.
Parece tudo tão distante do que habilmente faço - A minha mente sempre foi um perfeito prós e contras!

7 comentários:

Anna^ disse...

Suponho que é tudo uma questão de tempo :) Boa sorte :)

migvic disse...

Vejo que continuas a abobrar :)

Filipe disse...

Lá está... qt mais vamos falando, e achando nós que muitas vezes estamos a «enconder» as coisitas, a verdade é q vamos sempre revelando indicios de nós... é só uma questao de estar atento e saber escutar! :)

Tu... tagarela como és.. serás um mimo para esse sinhores terapeutas! :)

Grilinha disse...

Ui moça...a gente quando tenta encontrar uma lógica para sermos como somos, perdemo-nos na complexidade do ser humano e das suas misteriosas razões, emoções...é quase como um labirinto ! Mas falar sobre nós próprios e principalmente desabafar e reflectir limpam a alma...Um grande beijinho

DIV de divertida disse...

Anna:
Bigada!
Não desistamos!

Migvic:
Amigo Migvic, bem aparecido seja!
Que é feito de si?
Abobrar? Sempre! Ora mais serenamnete ora nem por isso, mas abobrando.

Filipe:
Anjito, pois cá vou indo na minha saga da descoberta...
Pois olha que tem muito que se lhe diga ser-se tagarela!

DIV de divertida disse...

Grilinha:
Mas já viste algum touro que não seja teimoso e não acredite em causas perdidas!?...

antídoto disse...

Há muito que não te vinha espreitar e gostei de saber que estás a 'lutar' por ti...