domingo, março 18, 2007

Imagem

Há quem me ache segura, rebelde, ácida, frontal, definida, pragmática, realista, imponente, afirmativa, enfim...
Há quem me ache, quem sabe uma pedra, um robot...
Sei exactamente o que leva os outros a terem tal ideia.
Sei que também é assim que honestamente tenho de me definir.
Mas... sou muito mais do que isso.
Parece que é dificil perceberem que também sou romântica, melosa, lamechas, incompreendida, insegura, meiga, que gosto de acontecimentos serenos e aprazíveis, que me delicio com músicas de Tom Jobim e que fico com os olhos raiados de lágrimas de quando em vez.
Não sei muito bem de onde surge a responsablidade desta imagem.
Sou eu que me armo em durona, porque sou mesmo assim ou por defesa...?
Ou são os outros a quem basta a imagem do primeiro impacto? Do que falo perante acontecimentos nos quais tive de ser super mulher?...

Máscaras todos temos e usamos, mas será necessário muita paciência e tempo para conhecermos realmente quem está ao nosso lado.

Os meus AMIGOS sabem de que sou feita e por isso me sinto "em casa" com eles.

8 comentários:

KI disse...

Estava a aboborar no sofá e decidi vir até aqui. Somos sempre mais do que mostramos e menos do que vêem... ou seja uma eterna incógnita!

Até breve...

Maríita disse...

É engraçado, eu não te vejo tão durona assim, vejo-te como uma mulher que tomou determinadas opções e que vive com as consequências das opções que tomou com a maior dignidade possível. Vejo-te responsável mas sem perderes a capacidade de rir a bandeiras depregadas, simpática, inteligente, doce, meiga com quem de direito, mas também dura quando é preciso. No fundo, és como as circunstâncias da vida te obrigam.

Beijocas

just me disse...

Bem, se os teus amigos sabem, acho que será o principal! As pessoas só vêm aquilo que querem ver. Se calhar a quem te vê frontal, etc..., interessa-lhe ver-te assim.

Grilinha disse...

Eu já vi bem como és...uma PSEUDO-DURONA como eu...pensamos que temos de ser, e até somos qdo é preciso ser, DURAS, mas nem é preciso ir muito ao fundo para perceber o quanto coraçõeszinho-mole e ternurentas somos...eu percebi logo em ti, não sei se é a net que ajuda....ou se calhou. Um beijo minha linda

migvic disse...

Defesas, tb as tenho dessas.

eumesma disse...

Claro que és muito mais do que isso...

É rara a pessoa que se mostra na totalidade para os outros, muitas vezes nem ao fim de mt tempo de convivio podemos dizer que conhecemos bem uma pessoa...

E são mais as pessoas que dão um ar de duronas, do que akilo que pensas, a vida á complicada, cada vez mais, e por vezes a unica saida, é mesmo dar um ar de pessoa , forte, ácida, frontal etc etc...

Mas acho que o importa é gostarmos de nós como somos, e ter bons sentimentos para com os outros, e no fundo acabarmos por ter muito mais qulaidades do que defeitos...:-)

Bjs

Anónimo disse...

Olá DIV, só podes mesmo ser uma "TOURA"!!!! Conheço ou conheci alguém tão bem assim!!!!!!! Pelo que escreves e há muito que te leio, só podes ser uma grande mulher. Deixa-me adivinhar:ès mesmo uma "durona"na vida e para quem não te conhece! Depois mulher.......ai ai ......
Bj Fica muito bem.
Rui Quick

DIV de divertida disse...

KI:
e havemos de morrer assim. tal e qual...

MARIITA:
Obrigada linda. deste um chega pra lá na minha neura e deixaste-me com um sorriso.

JUST ME:
"Se calhar a quem te vê frontal, etc..., interessa-lhe ver-te assim."
nem fazes ideia como essa frase foi sábia!...

GRILINHA:
É da telepatia emocional... sou assim com algumas pessoas. contigo de certeza.

MIGVIC:
Tens pra troca?
eu tenho umas qtas cadernetas preenchidas com uns de sobra!
que tal?

EU MESMA:
Assim seja.

RUI QUICK:
Pk é q fico sempre com a sensação que me conheces?...
e q tal esqueceres o lado incognito e apareceres blogueiro ao pessoal?