sábado, março 17, 2007

Ambivalência

Gosto de estar sem fazer nada.
Gosto de imaginar o que faria se estivesse sozinha e de fazer planos para as temporárias oportunidades.
Mas... subitamente, fico sempre sem reacção quando posso aproveitar o tempo e o espaço. Nada faço.
Acabo por fazer aquilo que mais me tranquiliza: estar sozinha em casa no silêncio a fazer o que apetece no momento, sem obrigações, sem pressas, sem limites. Super bem, Bem ou Menos Bem emocionalmente, acaba por ser sempre esta a escolha.
Depois vem uma noção de irritação por não aproveitar o pouco tempo para "fazer coisas".
Mas fazer o quê?! Se as quisesse mesmo fazer, faria, nao?!
Porque raio fico com esta sensação sabendo que acabo por não fazer nada porque simplesmente não me apetece?...
Xiça! menina complicada!

3 comentários:

migvic disse...

O meu passatempo favorito é não fazer nada. Acordar e pensar, não tenho nada para fazer.

KI disse...

Nada fazer é demais... curiosamente, fica sempre aquela sensaçãozinha de culpa no fim não é?

Até breve...

eumesma disse...

Complicadita..eheheheheh

Bem, é assim: acho que não deves stressar muito com isso, repara...

Eu ao fds acontece-me uma coisa engraçada, que é estar na cama, e por volta das 11, meio dia, dizer a mim própria: "bem eu apetecia-me estar aki mais tempo, mas devia levantar-me pk tenho coisas para fazer". Depois, levanto-me e digo, "opah, mas ke coisas tenho eu que fazer?? Hoje é domingo, e era suposto domir até mto tarde...

E este conflito dá cabo de mim, todos os fds...hihihih

Bjs