segunda-feira, abril 16, 2007

Saí na rifa

Mas porque raio insisto eu em ser cavaleiro andante?
Porque é que será que ainda acredito que podemos dizer tudo a toda a gente, desde que com educação, mesmo que seja o chefe e mesmo que o abanemos na sua segurança ou profissionalismo? ou mesmo que seja a mais pura das verdades?
Não poderei uma vez na vida deixar esse papel para outras pessoas? (é certo que mais ninguém o faria...)
Parece que não aprendo... é aqui que também me custa ACEITAR como atrás referi.
A cena das injustiças custa-me a engoliiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiir!!!!!!!!!!!!!!
Agora vou estar na berlinda enquanto não lhe sair outra na rifa............. e as possiveis candidatas vão estar sossegadinhas, a mostrar como são boas e lindas subordinadas e aproveitar o mal estar para o meu lado. Bem sei o que isso é. Não as recrimino. Já fiz o mesmo. Afinal é sempre a melhor forma de nos defendermos...

Não parece, mas às vezes pareço ter 2x2 metros!...
Nas consequências, crescem-me as costas e aguento tudo! (por muito que me custe...)

2 comentários:

migvic disse...

Deixa lá, eu tb sou assim e olha que no fim nunca me saí mal, apesar de ter sofrido com isso.

Maríita disse...

Sabes, a maioria das pessoas odeia ser humanos como tu. Pessoas que lutam pelo que consideram justo, diz lá não é muito mais fácil deixar andar?

Tenho muito orgulho em ter uma amiga como tu, que às vezes me diz coisas que eu NÃO quero ouvir, mas que oiço, que fico a remoer, que me fazem andar para a frente.

Por isso, se o teu chefe não te entende, quer implicar com alguém e não encontra ninguém melhor que tu, sorri e podes sempre oferecer-lhe uma bola anti-stress (eu tenho uma perfumada e tudo).

Beijinhos e aguenta firme!