segunda-feira, dezembro 03, 2007

Nova corrida nova viagem

De vez em quando dá-me a travadinha.
Parece que a cada 6 meses volta a ideia de voltar pra terrinha.
Mas nem sei o que decidir.
Gostava de tomar a melhor opção mas nunca me consigo decidir...

Se por um lado gosto de estar sozinha e ligeiramente afastada da família pela pressão que tentam exercer sobre a minha vida;
Se já me habituei à grande cidade e ao trânsito;
Se gosto de passear em centros comerciais pra ver as novidades;
Se me fazem falta as lojas que só existem na capital;

Por outro lado sinto-me completamente sem fontes de recursos familiares e os meus amigos fazem-me falta como o caraças.
Passo o tempo livre em casa porque sair só com a pimpolha nem sempre é agradável.
Não ter com quem a deixar para fazer formação ou apenas ir ao super mercado ou ao cinema é uma constante.
Ouvir a minha filha dizer que tem saudades dos primos corta-me o coração e lembro constantemente o que ela cresce quando está com toda a família.

A possibilidade de voltar, por remota que seja, apresenta-se como uma solução a 60 km do meu meio, por isso não é tal e qual o que ambicionei... e fazer 120 km por dia para trabalhar vai tornar-se penoso mais dia menos dia... De qualquer forma todos os finais de dia e fins de semana estarei lá.
Não sei sequer se quero voltar por mim se por ela...

Que faço eu? Peço transferência ou não?
Heeeeeeelllp meeeeeeee!!!!................................

5 comentários:

Andorinha disse...

Pensa em ti. O que deixar a Mãe mais feliz, será o que a vai deixar a ela feliz. É impossível a Kika estar bem com uma Mãe tristonha ao lado.
Vais ser mais feliz a 60 km da tua terra numa "aldeia" com mentalidade como nós conhecemos?
Beijo grande!

OFyT disse...

ola:-)Tem q sentir bem com a ideia, a bebe, sentir-se-a bem se a mama estiver. è um facto ter alguem por perto pode ajudar-nos a "libertar" um pouco mas...p.ex.,se eu kiser ir ao cine/cafe/compras, a minha mae ate fica como o bebe mas se colocar a hipotese de alguma situaçao q implique esta fora, ela n aceita...enfim...mas é uma excelente ajuda (por dia faço +/- 200kms-quem anda por gosto n cansa)Bjufas, olga

Lipa disse...

Como já foi dito aqui: pensa em ti! Pensa nos prós e contras, é que se a família pode ajudar, também pode se meter e pressionar de mais, enfim... pensa bem...

Quanto á pimpolha, deste que tenha amor vai ficar bem e isso já tem com certeza...

Beijinhos

Anónimo disse...

Olá DIV. Bem como todos os outros, pensa muito bem nesse "passão"!!! Mas desde que não deixes de escrever!!! só te desejo muitas felicidades e alegria, e prá Sra.Pimpolha, claro,um feliz natal.
Bj.Rui Quick

ladybug disse...

Sei o que é isso. Eu teria que fazer 130km + 130 km por dia... ainda assim a ideia passa-me pela cabeça. E se precisares de quem fique com a pimpolha, eu voluntario-me de boa vontade :)

Beijinho